Por um dia fomos árvores… e florescemos

“Estava à espera de outra coisa” – confessou uma delas, ainda de manhã. Pensou que ia apanhar uma grande seca e, afinal, estava a divertir-se e a passar um bom bocado. E não me espantou. Desde que recebi e aprendi a oferecer formação com métodos dinâmicos também eu não quero outra coisa.

PT-igy-4a

Por isso, naquele dia, houve brincadeiras, pinturas, teatro, partilhas, convívio à volta da mesa. O grupo respondeu lindamente às dinâmicas propostas. Além de todo o movimento também houve momentos de paragem. O mais importante terá sido a tarefa de pintar uma árvore, com raízes, tronco, ramos, folhas e frutos a representar o património interior que cada uma traz dentro de si. E que bonito foi depois partilhar impressões sobre cada uma!

Ao todo estivemos 14 na casa de retiros na Apelação: dez mulheres migrantes, três colaboradoras do JRS e eu. Estive muito bem acompanhado, portanto!

A formação teve como objetivo potenciar o desenvolvimento humano e espiritual daquelas mulheres, no âmbito de um projeto chamado GeriCuidar, promovido pelo JRS para apoiar mulheres migrantes em situação vulnerável que se preparam para cuidar de idosos.

 

PT-igy-4b

 

Só posso agradecer ao JRS por me ter confiado a responsabilidade de orientar este módulo da formação: não imaginava que pudesse correr melhor, por isso sinto que por um dia fomos árvores… e florescemos.space

João Delicado

space

ig po